Quem podemos ser

Na indústria da música, expressões como “lado A” e “lado B” estavam associadas diretamente aos discos de vinil. Nesse contexto, o B-side dos discos era composto por canções que revelavam a verdadeira essência da banda, trabalhos experimentais e alternativos, o lado mais autêntico dos músicos, distante do comercial.

“Uma quebra de fluxo e entrega de leituras diferenciadas”, a manifestação de uma autoexpressão.

Trabalhando no conceito da nossa marca – uma marca feita por pessoas reais e para pessoas reais – muito além de vender roupas, nós queremos inspirar o âmago da liberdade de viver o seu LADO B.

O que te dá frio na barriga? O que faz seu coração acelerar? O que te emociona? 
Nós queremos que você se vista de você!

Empoderamento feminino, senso de sororidade, peças que revelam personalidades; porque a gente acha que não há nada mais elegante do que ser você mesma. 

Esperamos te inspirar.

Com carinho,
Liz Arielly.